Tomás Contte ergue os braços em Sever do Vouga



Tomás Contte ergue os braços em Sever do Vouga

O argentino Tomás Contte (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho) ganhou hoje a Prova de Abertura - Região de Aveiro, uma corrida de 166,6 quilómetros, entre Oliveira do Bairro e Sever do Vouga.

Após um início muito veloz, com sucessivas tentativas de fuga que não vingaram, acabou por ficar um grupo de 19 corredores em cabeça de corrida, quando estavam percorridos 61 quilómetros.

Com as nove equipas continentais representadas na frente, a fuga rapidamente se transformou em pelotão principal, dado o enorme fosso cavado para aquele que, teoricamente, seria o pelotão. Percebeu-se que a decisão estaria entre os homens mais adiantados, quando a meta ainda distava cerca de 100 quilómetros.

A 50 quilómetros do final, Miquel Valls (CC Loulé/Matdiver/Anastácio Mendes & Mendes) deixou para trás os companheiros de fuga e tentou a sorte em solitário. Chegou a ter perto de um minuto de vantagem, mas não resistiu à aceleração feita atrás, sendo absorvido depois de pedalar mais de 30 quilómetros em solitário.

Com a meta colocada no topo de uma subida de quatro quilómetros, nem todos os fugitivos tiveram capacidade de bater-se pela vitória. Mas também ninguém se destacou. Tomás Contte, sprinter de referência no pelotão nacional, aproveitou a boa ponta final para conquistar a corrida.

O argentino entrou adiantado na última curva e não permitiu a aproximação dos rivais, triunfando ao cabo de 3h50m39s (média de 43,338 km/h). Com o mesmo tempo chegaram Afonso Eulálio (ABTF Betão-Feirense) e Tiago Leal (Rádio Popular-Paredes-Boavista), segundo e terceiro, respetivamente.

“Esta vitória vem mesmo a calhar para mim e para a equipa, que, neste ano, está muito renovada e mais jovem. Estou muito feliz e agradecido a toda a equipa, na qual temos um excelente ambiente. Não sou trepador. Felizmente a subida final não era muito inclinada nem muito longa, mas os melhores trepadores do grupo impuseram um ritmo forte. Mas tive muito boas sensações, resisti ao ritmo dos adversários e pude impor a minha ponta final”, contou o vencedor da corrida.

Ao vencer a corrida, Tomás Contte foi também o melhor trepador. Miquel Valls ganhou duas metas particulares e João Medeiros (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) venceu a outra meta intermédia. Martín Rey (Aluminios Cortizo) foi o melhor sub-23 das equipas de clube. A Rádio Popular-Paredes-Boavista impôs-se coletivamente, enquanto a Aluminios Cortizo foi a melhor equipa de clube.

O pelotão português terá o primeiro embate internacional da temporada no próximo sábado, data da Figueira Champions Classic, corrida de um dia do circuito UCI ProSeries, na qual também irão participar dez WorldTeams.




 

2024-02-04 - 16:19:22

 


 

Voltar