Novos órgãos sociais tomam posse para mandato de quatro anos



Novos órgãos sociais tomam posse para mandato de quatro anos

Os órgãos sociais da Federação Portuguesa de Ciclismo para o quadriénio 2020-2024 foram hoje eleitos, tomando posse de imediato, em Sangalhos, Anadia.

Delmino Pereira encabeçou a única candidatura a sufrágio, tendo sido eleito Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo para o terceiro mandato consecutivo. O dirigente interveio após a tomada de posse, elencando as prioridades para os próximos quatro anos e fazendo um apelo para um maior investimento público no desporto.

“Temos consciência das dificuldades do ciclismo de base. Vejo com preocupação a proposta de Orçamento do Estado, na qual o desporto é ignorado de forma muito preocupante. Não há uma única rúbrica na proposta de Orçamento para o desporto, ao contrário do que acontece na generalidade dos países da Europa, que reconhecem o desporto como atividade que deve ser apoiada e defendida”, salientou o presidente da Federação.

Delmino Pereira anunciou a criação de um novo departamento técnico-desportivo, a funcionar no Centro de Alto Rendimento, em Anadia: “Será aqui planeada toda a componente desportiva nacional, regional e internacional. Aqui também ficará sediado o Centro de Formação”.~

Será também em Anadia que funcionará um departamento de apoio à internacionalização. “Houve tempos em que os melhores ciclistas portugueses não queriam ir à seleção nacional. Hoje estamos num ciclismo global. E a Federação tem de ter um departamento que ajude à internacionalização de carreiras e de equipas, porque as equipas também têm de atravessar a fronteira. Mas também queremos atrair equipas, seleções e ciclistas para estagiarem e competirem em Portugal”, elencou o dirigente.

O ciclismo regional, enquanto base de acolhimento e desenvolvimento de novos praticantes, será alvo de uma reforma desportiva. Pretende-se melhorar os quadros competitivos regionais, mas também empoderar as Associações e os seus recursos humanos para que possam responder com maior eficácia aos desafios de relacionamento com clubes e praticantes. “Vamos ter de fazer a reorganização do ciclismo regional, abrir as portas a toda a gente. O ciclismo tem de ser atraente e tem de ser fácil às crianças iniciarem-se na modalidade. O futuro da modalidade está na capacidade de alargar a capacidade de recrutamento”, anunciou Delmino Pereira.

“Esta é uma modalidade que a Câmara de Anadia abraçou, mas é um compromisso de ambas as partes, de confiança mútua. Não foi possível concretizar todos os compromissos, mas estão lançadas as obras ainda em falta. Esperamos poder continuar a corresponder aos vossos desafios”, disse Teresa Cardoso, presidente da Câmara Municipal de Anadia e anfitriã da cerimónia de tomada de posse.

Resultados Eleitorais
Presidente: 42 votos a favor + 2 brancos
Direção: 42 votos a favor + 2 brancos
Mesa da Assembleia Geral: 41 votos a favor + 3 brancos
Conselho Fiscal: 43 votos a favor + 1 branco
Conselho de Disciplina: 43 votos a favor + 1 branco
Conselho de Justiça: 42 votos a favor + 2 brancos
Conselho de Arbitragem: 43 votos a favor + 1 branco

Órgãos Eleitos
Presidente        Delmino Albano Magalhães Pereira
Direção
Vice-Presidentes  José Luís Mendes Ribeiro
                            Sandro Daniel dos Santos Gonçalves de Araújo
Diretores              José Henrique Silva Carlos Soares
                            Rafael Martins Fernandes
                            Cristina Azevedo
                            Luís Canelas Guégués
                            Jorge Paulo Tomás Pina
                            Jorge Manuel Aires Ferreira Rocha
Suplentes             Ana Paula de Jesus Almeida
                            Duarte Nuno Pereira Marques
                            Rui Miguel Santos Melo
                            Paulo Jorge Fernandes Pereira
                                                        
Mesa da Assembleia Geral
Presidente          Artur Manuel Moreira Lopes
Vice-Presidente   Maria Fernanda Rollo
Secretário           José António da Graça Duarte de Sousa
Suplente             Leonel Miranda

Conselho Fiscal
Presidente         Luís Filipe Caleia Rodrigues
                          Vítor José Sousa Cabrita
                          Ângela Maria Vidal Dias Gonçalves
Suplente             Manuel Albertino Machado de Almeida

Conselho de Disciplina
Presidente         Sandra Eunice Ramos de Almeida
                          Pedro João Alves Carneiro Marques
                          Carlos Jorge Caneja Amorim
Suplente             Nuno Manuel Tavares Belo Eça Brancaamp

Conselho de Justiça
Presidente         Diogo Ribeiro de Oliveira Guia
Vogal                 Paulo Jorge Osório Mendes
                          Rui Miguel Meira Barreira

Conselho de Arbitragem
Presidente         Francisco Manuel Costa Fernandes
Vogal                 Jorge Manuel Vassalo Oliveira
                         João dos Santos Lourenço
                          Rui dos Santos Brás Bernardo
                          Armando Jesus Machado Sousa
Suplente            Mário Augusto Pereira Martinho
                          Augusto Fernandes Oliveira
                          Alberto Manuel Dias Mestre

 

2020-11-07 - 15:56:00

 


 

Voltar