Vera Vilaça com as melhores em nova vitória de Nathalie Eklund



Vera Vilaça com as melhores em nova vitória de Nathalie Eklund

A segunda etapa em linha da Volta a Portugal Feminina Cofidis, hoje disputada entre Monte Redondo e Ourém, confirmou a superioridade da sueca Nathalie Eklund (Massi Tactic), que venceu novamente, e a capacidade da portuguesa Vera Vilaça (Velo Performance/JS Campinense) para estar entre as melhores, pois foi novamente quarta classificada.

Os 78,1 quilómetros começaram na localidade leiriense de Monte Redondo e ficaram marcados por um início sem grandes subidas, mas endurecido pelo vento, que foi provocando “cortes” no pelotão. Ainda assim foi um grupo numeroso que chegou na frente à única montanha do dia, a subida para o alto do Reguengo, a 22,5 quilómetros da chegada.

Na subida de segunda categoria, as mulheres da Massi Tactic endureceram o ritmo e formou-se uma frente  com apenas sete corredoras, entre as quais Vera Vilaça. A portuguesa ainda desferiu um ataque na passagem pela meta volante de Fátima, apanhando desprevenida Nathalie Eklund, que ficou para trás.


Só que a nórdica, com o auxílio de uma colega de equipa, teve capacidade para reentrar na frente da corrida, a quatro quilómetros da meta. No empedrado de Ourém, a corredora que veste a Camisola Amarela Jogos Santa Casa desde o prólogo voltou a impor~se, ganhando a etapa ao fim de 2h03m13 de corrida. Com o mesmo tempo, e por esta ordem, chegaram Mireia Benito (Massi Tactic), Haether Mayer (Team LDN/Brother UK) e Vera Vilaça.

“Foi uma etapa mesmo muito dura, responsabilidade da minha equipa, que fez um grande trabalho para endurecer a corrida. Também eu sofri bastante e cometi um erro, antes da última meta volante. Fiquei na parte de trás do grupo e perdi o contacto com a frente da corrida. Felizmente, tive a ajuda de uma companheira para regressar à frente da corrida e depois ganhei o sprint”, descreve a sueca que domina a competição.

Nathalie Eklund mantém segura a Camisola Amarela Jogos Santa Casa, com uma margem de 10 segundos para Mireia Benito e de 25 segundos para Heather Mayer. Vera Vilaça é a quarta classificada, a 27 segundos. Ana Caramelo (Kiwi Atlantico Louriña) é a outra portuguesa no top 15, ocupando a 13.ª posição, a 1m18s da comandante.

“Foi uma etapa muito dura logo desde o início, devido ao vento lateral e ao ritmo forte. Quando chegámos à montanha o ritmo ficou ainda mais forte. Consegui responder aos ataques. Na segunda meta volante ainda fiz um ataque e consegui ficar num grupo restrito, mas a camisola amarela apanhou-nos. Hoje demonstrei que continuo na discussão da corrida com as melhores”, afirma Vera Vilaça.


O domínio da Massi Tactic é patente desde o arranque da competição e vai-se consolidando dia após dia. Hoje, a equipa espanhola, passou a comandar todas as classificações. Nathalie Eklund veste a Camisola Amarela Jogos Santa Casa, Mireia Benito é dona da Camisola Vermelha Cofidis, dos pontos, e da Camisola Azul IPDJ, da montanha, Mireia Trías passou a envergar a Camisola Branca Médis, de melhor jovem, e por equipas manda também o bloco espanhol.

As adversárias dispõem apenas de mais um dia para tentarem inverter a situação. A terceira e última etapa corre-se neste domingo. Parte de Aveiro, às 12h15, para terminar, depois de percorridos 104,7 quilómetros, à terceira passagem pela meta, instalada no Pavilhão dos Desportos. A fase final da etapa permitirá testar em competição o percurso que, nos dias 9 e 10 de julho, irá receber as provas de fundo do Campeonato da Europa de Sub-23 e Sub-19.


 

2022-06-18 - 15:25:52

 


 

Voltar