Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Competição
Provas e Classificações 2019
Rankings 2019
Informação
Notícias
Arquivo de Notícias
Atleta
Equipas
Currículo do Atleta
Actas de Corrida
Loja Online
Loja Online
Visualizar
Album
Estrada
 
Joni Brandão e Luís Gomes emergem do nevoeiro
Estrada
Luís Gomes (Rádio Popular-Boavista) ganhou hoje a sétima etapa da 81.ª Volta a Portugal Santander, no alto da serra do Larouco, onde, em pleno nevoeiro, Joni Brandão (Efapel) assumiu o comando da classificação geral.

Os 156,2 quilómetros que ligaram Bragança à serra do Larouco, em Montalegre, foram palco de duas corridas dentro da mesma etapa, uma pela vitória na tirada, com assinatura de doze protagonistas, e outra pela classificação geral.

Com cerca de 25 quilómetros de etapa, Omer Goldstein (Israel Cycling Academy), Brice Feillu (Team Arkéa-Samsic), Álvaro Cuadros (Caja Rural-Seguros RGA). Leandro Oyola Medellin), Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir), David Livramento (Sporting-Tavira), Mathias Reutmann (Swiss Racing Academy), Luís Gomes e Hugo Nunes (Radio Popular-Boavista), Filipe Cardoso (Vito-Feirense-PNB), Juan Felipe Osório (UD Oliveirense-InOutBuild) e Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) escaparam para não mais serem alcançados pelo pelotão.

De entre eles, Luís Gomes foi o mais competente. Tratou de reforçar o comando na classificação da montanha e, mais adiante, foi o mais forte na luta pela etapa, numa subida final endurecida pelo vento e pelo nevoeiro. Hugo Sancho foi o segundo e Mathias Reutmann o terceiro, ambos a 2 segundos.

Enquanto o boavisteiro comemorava o triunfo, Joni Brandão disparava, a pouco mais de um quilómetro da meta, para abalar o poderio da W52-FC Porto. O ataque do corredor da Efapel deixou imediatamente em dificuldade o camisola amarela, Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), e o terceiro da geral, Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano).

Joni Brandão pedalou em solitário, seguido de perto por João Rodrigues (W52-FC Porto) e Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), que levavam Henrique Casimiro (Efapel) na roda. Na meta, o ciclista feirense conseguiu uma vantagem de 11 segundos sobre João Rodrigues, o suficiente para vestir a camisola amarela.

O chefe-de-fila da Efapel está agora no topo da geral, com 1 segundo de vantagem sobre João Rodrigues. Gustavo César Veloso é terceiro, a 15 segundos. Seguem-se Vicente García de Mateos, a 31, e Henrique Casimiro, a 46. A três etapas do final, está tudo em aberto. A Efapel passou a estar em vantagem, mas também passa a carregar com a responsabilidade de controlar a corrida.

A única liderança que a W52-FC Porto segurou foi a dos pontos, por intermédio de Daniel Mestre. Além da geral individual, também perdeu a coletiva, agora em posse da Rádio Popular-Boavista. Unai Cuadrado (Equipo Euskadi) é o melhor jovem.

A Volta a Portugal continua, nesta sexta-feira, em terreno acidentado. A ligação de 158 quilómetros inicia-se em Viana do Castelo e inflete para o interior, terminando no alto de Santa Quitéria, em Felgueiras. A meta coincide com um prémio de montanha de terceira categoria, passível de provocar alguns “cortes” de tempo entre os pretendentes à camisola amarela final.

Classificações completas: Clique Aqui
2019-08-08 - 18:18:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Eventos
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais