Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Loja Online
Loja Online
Info. Institucional
Estatutos da UVP-FPC
Órgãos Sociais
Relatórios e Orçamentos
Contratos
Código de Ética
Regulamento de Ética
Regras de Boa Governação
Política de Privacidade
Direção
Regulamento da Direção da UVP-FPC
Assembleia Geral
Regulamento da Assembleia Geral
Regulamento Eleitoral dos Delegados
Conselho Arbitragem
Regulamento de Arbitragem
Nomeações de Comissários
Conselho Disciplina
Regulamento Conselho Disciplina
Regulamento Disciplinar
Deliberações
Conselho Justiça
Regulamento Conselho Justiça
Deliberações
Imagem Institucional
Normas Gráficas e Logótipo
UVP-FPC
 
Melgaço recebe luta pelos títulos nacionais
UVP-FPC
O Campeonato Nacional de Estrada para elite, sub-23 e femininas disputa-se, entre sexta-feira e domingo, em Melgaço. Os veteranos, os amadores e os corredores universitários também correm pelos títulos de estrada, no Alandroal, sábado e domingo.

O programa dos Campeonatos Nacionais de Melgaço inicia-se, na sexta-feira, com os contrarrelógios. Às 12h00 começam a partir as corredoras de elite. Trinta minutos mais tarde sai o primeiro sub-23. As duas categorias vão cumprir 24,6 quilómetros. Os corredores de elite arrancam a partir das 13h30 para um exercício individual de 32,3 quilómetros.

Apesar das distâncias não serem iguais, todas as provas têm partida no Centro de Estágios de Melgaço e chegada junto à Câmara Municipal. São traçados com alguma exigência, não se apresentando como contrarrelógios para roladores puros, abrindo a candidatura ao título a ciclistas que, tendo bons dotes de contrarrelogistas, também apresentam caraterísticas de todo-o-terreno.

Sábado é o dia das primeiras provas de fundo. Às 10h00 será dado o tiro de partida para a corrida feminina. As corredoras de elite irão percorrer 88,6 quilómetros, terminando à quarta passagem pela meta, mais uma volta do que as juniores que vão pedalar durante 66,1 quilómetros e mais duas do que as cadetes e as masters que terão de enfrentar 43,6 mil metros. Os sub-23 masculinos também lutam pelo título de fundo no sábado, a partir das 14h30. O percurso dos jovens corredores terá um total de 143,2 quilómetros. Estas duas provas começam e terminam na Câmara Municipal de Melgaço.

A corrida mais esperada é a prova de fundo para elite, marcada para as 11h00 de domingo. A partida será em Castro Laboreiro e a chegada na Câmara de Melgaço, à oitava passagem pela meta, depois de percorridos 197 quilómetros.

As provas de fundo vão desenrolar-se num circuito exigente, rompe-pernas, com pouco terreno verdadeiramente plano. A meta está instalada no topo de uma rampa de um quilómetro com inclinação média de 8,5 por cento, destacando-se os 500 metros finais, em empedrado, e com uma pendente de 11 por cento.

As provas de elite e de sub-23 guardam um ingrediente especial, uma subida de 3 quilómetros com inclinação média de 4 por cento, que será apenas transposta na última volta, apimentando ainda mais a discussão pelas camisolas de campeão nacional.

Entre as femininas, o favoritismo recai em Daniela Reis (Doltcini-Van Eyck Sport), que irá bater-se pela revalidação dos títulos de contrarrelógio e de fundo. João Almeida (Hagens Berman Axeon), vice-campeão nacional de fundo e de contrarrelógio em 2018, é o candidato número um para as provas de sub-23 deste ano. No entanto, terá forte oposição dos corredores das equipas portuguesas, especialmente na prova de fundo, na qual o coletivo pode ser determinante, num traçado tão exigente como o de Melgaço.

Entre a elite, Domingos Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), campeão em título de contrarrelógio e de fundo, está inscrito, mas o momento de forma do minhoto é uma incógnita, devido à paragem a que esteve sujeito, na sequência de uma queda na Volta à Catalunha. No contrarrelógio é de esperar uma forte oposição do irmão gémeo José Gonçalves (Team Katusha Alpecin), mas também de Rafael Reis (W52-FC Porto), Tiago Machado e José Mendes (Sporting-Tavira), Amaro Antunes (CCC Team), Ricardo Vilela e José Neves (Burgos BH).

A incógnita é ainda maior na prova de fundo. Num percurso seletivo, prevendo-se uma batalha a ser travada sob calor intenso, o desfecho é imprevisível e estará muito dependente da capacidade física dos corredores e da agilidade tática, individual e coletiva. José Gonçalves, Tiago Machado, José Mendes e Ricardo Vilela repetem a candidatura. No entanto, a concorrência vai também incluir Nelson Oliveira (Movistar Team), Joni Brandão e Henrique Casimiro (Efapel), João Benta e David Rodrigues (Rádio Popular-Boavista), Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), Edgar Pinto, César Fonte ou João Rodrigues (W52-FC Porto). É provável que as equipas com mais opções tentem ataques de longe. A formação de um grupo numeroso de fugitivos poderá ser determinante, à semelhança do que aconteceu, há um ano, em Belmonte.

O Campeonato Nacional de Masters, Elite Amadores e Universitário de Estrada vai realizar-se no Alandroal. No sábado, a partir das 15h00, disputa-se o contrarrelógio, entre Juromenha e Alandroal, na distância de 16,6 quilómetros.

As provas de fundo acontecem no domingo, a partir das 11h00. Os amadores de elite os masters 30 vão percorrer 144,7 quilómetros. A distância a cobrir pelos masters 40 é de 108,8 quilómetros, ficando os masters 50 e 60 com a missão de completar 72,9 mil metros.

Semana Europeia de Cicloturismo
O maior evento de cicloturismo da Europa vai realizar-se em Portugal. As Aldeias Históricas, com destaque especial para Belmonte, serão palco da Semana Europeia de Cicloturismo, entre 29 de junho e 6 de julho. Vão participar mais de 1200 cicloturistas, oriundos de 12 países.

Durante o semana, irá prevalecer o convívio e a diversão, tendo a bicicleta como companheira inseparável para os percursos mais desafiantes e para as deslocações turísticas às Aldeias Históricas.

Mais eventos oficiais
28 a 30 de junho: Racenature, Sabugal
29 de junho: 2 Horas Resistência BTT de Portimão
30 de junho: Circuito de S. Pedro, Macedo de Cavaleiros
30 de junho: 5.º Airães a Pedalar, Airães, Felgueiras
30 de junho: Campeonato de BTT de Vila do Conde, Junqueira
30 de junho: XCO Cidade de Viseu
30 de junho: XCO Róódinhas, Benedita, Alcobaça
30 de junho: 34.º Prémio de Matos Cheirinhos, S. Domingos de Rana, Cascais
30 de junho: Campeonato do Algarve de XCO, S. Brás de Alportel
30 de junho: Campeonato da Madeira de Enduro, Santana, Madeira
2019-06-26 - 14:14:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais