Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Loja Online
Loja Online
Info. Institucional
Estatutos da UVP-FPC
Órgãos Sociais
Relatórios e Orçamentos
Contratos
Código de Ética
Regulamento de Ética
Regras de Boa Governação
Política de Privacidade
Direção
Regulamento da Direção da UVP-FPC
Assembleia Geral
Regulamento da Assembleia Geral
Regulamento Eleitoral dos Delegados
Conselho Arbitragem
Regulamento de Arbitragem
Nomeações de Comissários
Conselho Disciplina
Regulamento Conselho Disciplina
Regulamento Disciplinar
Deliberações
Conselho Justiça
Regulamento Conselho Justiça
Deliberações
Imagem Institucional
Normas Gráficas e Logótipo
Formação
Curso de Treinador de Ciclismo Grau 1 - Sangalhos
Curso de Treinador de Ciclismo Grau 1 - Lisboa
Curso de Comissário Regional - Madeira
Formação Contínua (1 UC) - Lisboa
Curso de Treinador de Ciclismo Grau 1 - Açores
Curso Comissário Nacional - Vimeiro/Sangalhos 2019
Curso Comissário Regional - Guimarães 2019
UVP-FPC
 
Relatório e Contas aprovado por unanimidade
UVP-FPC
O Relatório de Atividade e Contas da Federação Portuguesa de Ciclismo relativo ao exercício de 2018 foi hoje aprovado por unanimidade pela Assembleia Geral da instituição, reunida em Lisboa.

O ano de 2018 foi financeiramente histórico para a Federação Portuguesa de Ciclismo, que teve a maior execução orçamental dos 120 anos da instituição, ascendendo a 3,792 milhões de euros. Os valores avultados resultam da conjugação de vários fatores: crescente número de eventos sob alçada direta da Federação, maior aposta das Seleções Nacionais e na qualificação olímpica, especialmente na vertente de pista, e obras de infraestruturação do Centro de Alto Rendimento de Anadia, tendo em vista o reconhecimento dos equipamentos velocipédicos bairradinos como Centro Satélite do Centro Mundial de Ciclismo.

A exigência da execução orçamental foi ultrapassada com sucesso, proporcionando um saldo líquido positivo de três mil e quinhentos euros e, mais importante ainda em termos económicos, um total de meios libertos que ascende a €43.609, mais €18.913 do que estava previsto em orçamento.

“A exigência do desafio financeiro foi ultrapassada com sucesso, o que apenas se conseguiu com uma gestão muito criteriosa e com o empenhamento de toda a comunidade velocipédica nacional, desde os profissionais ao serviço da Federação até às Associações e aos clubes. A todos é devido um agradecimento”, considera o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira.

O balanço desportivo de 2018 obriga a referir as mudanças regulamentares introduzidas nas escolas de ciclismo e nas equipas continentais. Neste último aspeto, as alterações permitiram um significativo rejuvenescimento do pelotão profissional português.

“A época de 2018 foi também a primeira em que a Volta a Portugal foi organizada segundo as regras do novo contrato de concessão. As mudanças foram um sucesso, permitindo uma maior cobertura territorial, interesse desportivo acrescido e audiências televisivas mais robustas”, assinala Delmino Pereira na Nota Introdutória ao Relatório de Atividade e Contas.
2019-03-30 - 15:15:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais