Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Competição
Provas e Classificações 2019
Rankings 2019
Informação
Notícias
Arquivo de Notícias
Atleta
Equipas
Currículo do Atleta
Actas de Corrida
Loja Online
Loja Online
Visualizar
Album
Estrada - Arquivo Notícias
 
José Poeira e Rui Costa homenageados pela Federação
Estrada
A Federação Portuguesa de Ciclismo entregou hoje os diplomas de Sócio de Mérito ao selecionador nacional de estrada, José Poeira, e ao campeão mundial de fundo, Rui Costa, numa cerimónia em que participaram o secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, e o presidente do Comité Olímpico de Portugal, entre outras individualidades.

O governante destacou o facto de a Federação não ter esquecido o papel de José Poeira, já que “por vezes esquecemo-nos de quem está por trás do homem que corta a meta na frente”. Emídio Guerreiro frisou a importância da homenagem, referindo que através destas distinções “conseguimos passar os valores do desporto – esforço, trabalho, dedicação – para os jovens que vêem estes atletas como referências”.

O secretário de Estado, que enalteceu o trabalho do presidente da Federação, Delmino Pereira, no desenvolvimento das diferentes vertentes da modalidade, deixou uma promessa: “Farei parte dos dez milhões que, em julho, estarão a espreitar para o televisor, para ver o Rui de amarelo”, disse, referindo-se à Volta a França.

“Tenho de agradecer à Federação Portuguesa de Ciclismo por esta distinção tão importante para mim. Posso dizer que se sou campeão do mundo, devo agradecê-lo à Federação”, disse, por sua vez, Rui Costa.

José Poeira lembrou todo o trabalho de mais de dez anos à frente das seleções nacionais de estrada, recordando a conquista da Taça das Nações de Sub-23, em 2008, e as várias medalhas conquistadas em europeus e mundiais de juniores e de sub-23. “Já antes estivéramos perto da medalha de ouro, por exemplo com o Nelson Oliveira, no mundial de contrarrelógio para sub-23, mas o título principal só o conseguimos este ano, quando surgiu o percurso ideal e o corredor ideal e com mentalidade vencedora”, declarou o selecionador.

José Poeira confessou ter já em vista outros voos elevados. “Penso que daqui a dois ou três anos poderemos também estar a discutir títulos internacionais de contrarrelógio”, sublinhou.

O presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo mostrou-se feliz com a atribuição dos títulos de Sócio de Mérito a José Poeira e a Rui Costa. “O ciclismo português, que tem mais de um século de história, vive momentos maravilhosos. Hoje prestamos homenagem a dois grandes homens, que muito têm contribuído para o desenvolvimento da modalidade”, concluiu.
2013-11-14
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Eventos
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais