Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Competição
Provas e Classificações 2019
Rankings 2019
Informação
Notícias
Arquivo de Notícias
Atleta
Equipas
Currículo do Atleta
Actas de Corrida
Loja Online
Loja Online
Visualizar
Album
Estrada - Arquivo Notícias
 
Rafael Reis e Daniel Freitas em destaque na Volta a Berlim
Estrada
O segundo dia da Volta a Berlim, uma etapa dupla, disputada hoje em Baruth, marcou o ponto de viragem no desempenho da Seleção Nacional/Liberty Seguros, depois das quedas que afetaram a prestação lusa no arranque da competição. Nas etapas de hoje, os portugueses estiveram na discussão da corrida, tendo averbado um lugar entre os dez melhores de cada uma das tiradas.

De manhã, Rafael Reis conseguiu o quinto lugar no contrarrelógio de 19,2 quilómetros, apenas a 14 segundos do vencedor, o dinamarquês Lasse Normann Hansen, campeão olímpico de omnium. Rúben Guerreiro, apesar de ser sub-23 de primeiro ano, também deu boa conta de si, terminando o exercício individual na 20.ª posição, a 1m08s. Daniel Freitas foi o 46.º, a 2m17s.

Durante a tarde, numa etapa disputada em circuito, ao longo de 123 quilómetros, os corredores da Seleção Nacional/Liberty Seguros estiveram sempre na frente da corrida, conseguindo levar Daniel Freitas em condições de discutir a etapa ao sprint, tendo o ciclista gaiense sido o 6.º classificado, com o mesmo tempo do vencedor, o alemão Willi Willwohl. Os outros elementos da equipa lusa, também chegaram com o tempo do vencedor, Rafael Reis, 16.º, e Rúben Guerreiro, 47.º.

A geral é comandada pelo dinamarquês Mathias Moller. O melhor português é Rafael Reis, 25.º, a 3m22s do líder. Rúben Guerreiro é o 30.º, a 4m19s, e Daniel Freitas é o 43.º, a 5m28s. Rúben Guerreiro está em quarto lugar na classificação da juventude.

“Foi pena o que aconteceu ontem, porque hoje mostramos que os nossos ciclistas estão em boa condição. O Rafael Reis fez um contrarrelógio de grande nível, cujo resultado teria, provavelmente, sido melhor se ontem não tivesse feito um grande esforço de perseguição. No circuito, impusemos o ritmo na parte mais dura do percurso, tentando eliminar corredores rápidos, mas o topo era curto e não foi possível fazer grandes diferenças. Apesar disso, o Daniel Freitas esteve com os primeiros e abre-nos a esperança de poder ir mais além nas duas etapas que restam”, diz o selecionador nacional, José Poeira.

Neste sábado corre-se a quarta e penúltima etapa, o Circuito de Rudow, que terá uma extensão de 158,6 quilómetros.
2013-05-10
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Eventos
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais