UCI UEC Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto IPDJ Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento Plano Nacional de Ética no Desporto
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Ciclismo para Todos
Inscrições 2017
Filiações Competição
Filiação Competição 2017
Filiações Comissário
Renovação
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados 2017
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Seguros
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Formação
Centros BTT
Loja Online
Loja Online
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Contactos
UVP-FPC
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
Raúl Alarcón cada vez mais amarelado após Senhora da Graça
Estrada
O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) reforçou o comando na Volta a Portugal Santander Totta, depois da demonstração de força que hoje lhe garantiu o triunfo na quarta etapa, com final no alto da Senhora da Graça, Mondim de Basto.

A vitória do camisola amarela começou a desenhar-se a 1,5 quilómetros do final da ligação de 152,7 quilómetros, entre Macedo de Cavaleiros e a Senhora da Graça. Depois de a W52-FC Porto ter imposto o ritmo durante toda a subida ao Monte Farinha, Amaro Antunes e Raúl Alarcón atacaram em dupla, a quilómetro e meio do final.

Amaro Antunes levou o camisola amarela na roda, com Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) a juntar-se ao duo portista. A superioridade da W52-FC Porto foi total. Raúl Alarcón disparou quando entendeu mais adequado, nas últimas centenas de metros. O valenciano cortou a meta em solitário, reforçando a tonalidade amarela da liderança. Amaro Antunes, após o trabalho em prol do colega, ainda conseguiu ser segundo, relegando Rinaldo Nocentini para o terceiro lugar, ambos a 3 segundos do vencedor. João Benta (RP-Boavista) e Vicente Garcá de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 4 segundos do primeiro, resistiram.

A quarta etapa confirmou o poderio coletivo da W52-FC Porto e a capacidade acima da concorrência de Raúl Alarcón e de Amaro Antunes. Mas mostrou também a fragilidade de alguns candidatos. Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) e Alejandro Marque (Sporting-Tavira) cederam 19 segundos para Alarcón, Sérgio Paulinho (Efapel) perdeu 1m09s e Rui Sousa (RP-Boavista) cortou a meta 2m19s depois do vencedor do dia.

Raúl Alarcón segue, portanto, no topo da classificação geral. Rinaldo Nocentini é o segundo classificado, a 25 segundos. Amaro Antunes está no terceiro posto, a 29 segundos.

Se as figuras principais só se mostraram no final, a história da tirada começou a ser escrita com 15 quilómetros percorridos, altura em que saíram do pelotão oito corredores, que passaram a nove com a chegada de Filipe Cardoso (RP-Boavista) à dianteira, na aproximação à subida do Velão.

Luís Gomes e Filipe Cardoso (RP-Boavista), João Matias (LA Alumínios-Metalusa Blackjack), Hélder Ferreira (Louletano-Hospital de Loulé), Hamish Schreurs (Israel Cycling Academy), Davide Pacchardo (GM Europa Ovini), Beñat Txoperena e Gatzon Udondo (Euskadi Basque Country-Murias) passaram na frente no Velão, com João Matias a reforçar o comando da classificação dos trepadores. Os fugitivos iniciaram com mais de 2 minutos a descida que haveria de levar a caravana a Mondim de Basto e à base do Monte Farinha.

Já em Mondim, Filipe Cardoso mexeu com a corrida e isolou-se, levando com ele apenas Beñat Txoperena. Os dois entraram na subida final adiantados, mas, tal como os restantes fugitivos, não resistiram à marcha do pelotão rumo à decisão da corrida. Hélder Ferreira seria mesmo o último a ser alcançado, a menos de 2 quilómetros da meta.

Além da geral individual, Raúl Alarcón está na frente da classificação por pontos. João Matias reforçou o estatuto de rei dos trepadores e o campeão da Letónia de fundo, Krists Neilands (Israel Cycling Academy), é o melhor jovem. A W52-FC Porto controla a classificação por equipas.

Amanhã há nova chegada em alto, embora de terceira categoria, no final da quinta etapa, 179,6 quilómetros entre Boticas e Santa Luzia, Viana do Castelo.

Classificação Completa: Clique Aqui
2017-08-08 - 18:19:04
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
FACEBOOK
Jornadas
Inscrições Online
Jornal
Edição Outubro 2015
Edição Fevereiro 2016
Edição Fevereiro 2017
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais