UCI UEC Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto IPDJ Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento Plano Nacional de Ética no Desporto
Início UVP-FPC Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse CPT
Volta a Portugal
Concessão da Volta a Portugal 2018-2015
Filiações CPT
Filiação CPT 2017
Filiações Competição
Filiação Competição 2017
Filiações Comissário
Renovação
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados 2017
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Seguros
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Centros BTT
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Loja Online
Loja Online
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Contactos
UVP-FPC
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
Plano de Atividades e Orçamento aprovados por maioria
UVP-FPC
O Plano de Atividades e Orçamento da Federação Portuguesa de Ciclismo para 2017 foi hoje aprovado, durante a Assembleia Geral realizada em Lisboa, na sede da instituição.

O Plano e o Orçamento foram votados em separado, tendo ambos sido aceites por maioria, com cinco e nove abstenções, respetivamente.

O Plano de Atividades e Orçamento reflete a ambição de crescimento e de consolidação, através de um orçamento de €3.132.600, um valor que representa um incremento de 9,4 por cento face ao ano anterior.

As rubricas que mais contribuem para o crescimento das verbas orçamentadas são a realização, em Sangalhos, Anadia, do Campeonato da Europa de Pista para Sub-23 e Juniores (18 a 23 de julho) e um reforço da participação das seleções nacionais de ciclismo, especialmente de estrada, em provas internacionais.

Enquanto documento previsional, o Orçamento tem uma parte da execução dependente do correspondente financiamento por parte do Instituto Português do Desporto e Juventude. “A ambição de construir um caminho desportivo que leve o ciclismo português ao sucesso nos grandes eventos internacionais norteia o plano de trabalhos para o futuro, mas está dependente de a tutela fazer corresponder no financiamento o reconhecimento pelo trabalho e pelo desenvolvimento desportivo que o ciclismo tem alcançado”, explica o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, na mensagem de abertura do Plano de Atividades e Orçamento hoje aprovado. Este financiamento é especialmente relevante para as vertentes menos desenvolvidas e em evolução, que nunca receberam qualquer incentivo público. É o caso da pista, do BMX e do ciclismo feminino.

Uma das novidades do Plano para 2017 é a criação e o lançamento do Guião de Desenvolvimento Desportivo do Ciclismo Português, que irá compilar uma estratégia global, desde a captação de praticantes até ao alto rendimento. Será um instrumento que irá balizar e hierarquizar as prioridades desportivas.

A intensificação e a melhoria dos trabalhos das seleções nacionais de todas as vertentes são medidas de aplicação imediata, resultantes de visão de longo prazo. O lançamento, em 2017, das bases para a criação do Centro de Avaliação e Controlo de Treino, em Anadia, assim como a abertura, no mesmo concelho, de pistas de BMX e de XCO são instrumentos importantes para os trabalhos de alto rendimento.

O ano de 2017 será também um ano importante ao nível da formação e da capacitação de toda a comunidade velocipédica.

Outro destaque do Plano de Atividades é o alargamento territorial da iniciativa “O Ciclismo vai à Escola”, visando ensinar cada vez mais crianças do primeiro ciclo a andar de bicicleta.
2016-11-12 - 17:28:27
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
FACEBOOK
Dia Intern. Mulher
Jornal
Inscrições Online
Departamento Médico
Estrutura
Artigos
Pista Aberta 2017
Pedalar em Segurança
Jornal
Edição Outubro 2015
Edição Fevereiro 2016
Edição Fevereiro 2017
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais